sábado, janeiro 09, 2016

As OGMA e distribuidores de produtos sólidos refrigerados - 1984 (rectificação)


Distribuidores de Produtos Sólidos Refrigerados - 1962
A introdução de Distribuidores de Janelas no mercado português no final dos anos 50 foi o prelúdio da inovação que se lhe seguiria. Em 1960, a Wittenborg lança no mercado o primeiro Distribuidor Automático de Produtos Sólidos Refrigerado (Refeições) com tambores rotativos, o Wittenborg 400.
À data, este equipamento já permitia refrigeração de produtos a temperaturas de 3-5ºC, tendo saído para o mercado com a possibilidade de ter entre 9 a 12 prateleiras de diferentes alturas. As prateleiras poderiam, ainda, ser divididas entre 6 a 36 composições.
Em 1962, os Automáticos Portugueses introduziram em Portugal o primeiro destes dispositivos, tendo os primeiros exemplares sido colocados nos Hospitais de S. José e D. Estefânia, com sucesso imediato. A partir de 1984, estes equipamentos passaram a contar com um Mecanismo de moedas eletrónico que fazia trocos, bem como com Sistemas de Pagamento por cartões de crédito e débito.
De acordo com a APL, as instalações mais avançadas feitas em Portugal foram na Mague - Construções Metalomecânicas e na OGMA - Oficinas Gerais de Material Aeronáutico.

Nota: De acordo com o comentário abaixo, que agradeço, nomeadamente a saudação à comunidade ex-OGMA, corrigi o titulo do post, que erradamente sugeria terem as OGMA participado na fabricação de máquinas automáticas de vending. As OGMA, assim como a Mague, foram sim as empresas onde ocorreram as "instalações mais avançadas existentes em Portugal". Embora as OGMA tenham no passado prestado serviços externos de estruturas metálicas, como casas prefabricadas, escadas de passageiros de aviões, torres de contole, ferramentas especiais, etc, não foram protagonistas nesta fabricação, conforme o anterior título erradamente sugeria. Aqui fica a correção.

2 Comments:

Blogger José Filipe said...

Boa tarde,
Há aqui um erro de interpretação em relação á notícia e que urge esclarecer. Em 1984 a OGMA contratou a APL para colocar nas suas instalações as primeiras máquinas de vending (bebidas quentes e sólidos) tendo em vista a substituição dos bares existentes na empresa. Por se tratar de uma grande quantidade de equipamentos e um volume de facturação elevado,dada a grandiosidade da OGMA,a APL rotulou-as de "instalações mais avançadas existentes em Portugal", não significando, por isso, que a OGMA tivesse fabricado máquinas automáticas de vending.
Posto o devido esclarecimento, aproveito para enviar um grande abraço á comunidade Ex-OGMA.

6:58 da tarde  
Blogger JFS said...

Caro José Filipe. Muito obrigado pela clarificação. Ultimamente estava na busca de registos de algumas actividades externas que as OGMA, protagonizaram ao longo da sua história e acabei por não ler com cuidado a informação da APL. Creio que ainda fiz um comentário na página, tentando obter a confirmação, mas acabei publicando sem confirmar. Já corrigi o post. Retribuo o cumprimento ao nosso grupo. Abraço.

11:49 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home