terça-feira, outubro 25, 2011

Governo quer solução “Portela + 1″


Alverca pode ser a solução para voos low cost. O ministro da Economia e Emprego disse hoje que o Governo está à procura na região de Lisboa de uma estrutura para alargar o aeroporto de Lisboa para ‘Portela mais um’ “Estamos à procura de uma estrutura para ‘Portela mais um’ na região de Lisboa”, disse Álvaro Santos Pereira em audição na Comissão Parlamentar da Segurança Social e do Trabalho.
O governante disse ainda que o ministério tem já um acordo de entendimento com a companhia aérea de baixo custo Easyjet para esta ter uma base em Lisboa o que deverá levar à “criação de 200 postos de trabalho”. Fonte Diário Económico via portal CidadedeAlverca.

Etiquetas:

2 Comments:

Anonymous Domingos NUnes said...

De modo recorrente aparecem sugestões (intenções) de utilizar os aeródromos de Alverca e Montijo para fins comerciais. Normalmente estas sugestões são seguidas de comentários de pessoas ligadas à aeronáutica referindo as razões porque estas alternativas ao aeroporto da Portela não são viáveis. Em relação a Alverca, a razão normalmente apontada é o facto de as duas pistas utilizarem o mesmo corredor aéreo, impossibilitando a operação simultânea nos dois aeródromos. Na realidade os aeroportos de Heathrow e London City estão numa situação geográfica semelhante à da Portela/Alverca. No entanto, a operação em London City obedece a regras muito específicas, obrigando os aviões a efectuarem a aproximação final com uma taxa de descida quase dupla da normal. Isto implica que nem todos os aviões possam realizar essa manobra. Por outro lado o aeroporto está equipado com sistemas ILS que não existem em Alverca (nem um NDB!). Será que se pretende efectuar as modificações necessárias e limitar o tipo de aviões que aí venham a operar?

Em relação ao Montijo já li declaraçõed de responsáveis pelo aeródromo dizendo que a pista não suporta aviões pesados, pois tende a afundar-se continuamente. Será que os proponentes da utilização do Montijo têm isto em conta?

2:59 da tarde  
Blogger JFS said...

Alverca é a solução mais económica pois tem a vantagem de ter uma estação ferroviária bem como os acessos rápidos à A1. O problema de configurar as rotas de chegada e partida jdeverá ser resolvido pelos engenheiros aeronáuticos.
Para Alverca seria uma maneira de resolver de vez o problema da absolutamente necessária variante, que tem vindo a ser adiada desde há longos anos.

3:41 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home